Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

não é justo

A escola continua no bom caminho, a meu ver. O ballet cada vez se torna mais interessante, na medida em que vou sabendo fazer melhor os exercícios, cada vez quero saber mais e fazer melhor.

 

Mas a minha vida não é justa, o dia de ontem não foi justo, isto tudo não é justo, eu não mereço.

 

Mesmo depois de te voltar a ver, e de perceber que também tive importância na tua vida, nunca acreditei que fosse possível receber uma mensagem tua.

Tu, que supostamente ainda eras comprometido e por natureza és super casmurro, tu que erraste e não te preocupas-te comigo, tu que me fizeste mal e me magoas-te sem sequer teres noção. Era de ti, desse  tu, que eu nunca esperava uma mensagem. Mensagem essa tão natural, tão ingénua, tão inocente, ao contrário de ti e do que se passou.

Mas afinal o que queres? Gostava mesmo de saber o real "porquê" dessa atitude. Lembraste-te de mim? Assim sem mais nem menos? Ou bastou ver-me mais de uma vez num mês para o fazeres? Mas sabes, quero que me deixes, larga-me, não venhas mais ter comigo, não podes mais vir ter comigo. E sabes porquê? Eu lá no fundo não desejo tanto nada como isso, mas não quero, e o querer tem de ser mais forte do que o desejo.

Podias tê-lo feito noutro dia qualquer, mas não, foi ontem. Logo ontem que eu consegui ter uma conversa decente com ele, logo ontem que eu estava contente e me sentia bem, logo ontem, depois de ter sonhado tantas vezes contigo.

 

 

*beijinhos e boa semana*

sinto-me: revoltada
música: Eminem - Love The Way You Lie ft. Rihanna
cozinhado por Maria às 11:39
link do post | e que tal (?) | adicionar aos preferidos
Domingo, 10 de Outubro de 2010

ainda continuas bem vivo

Com a escola e o ballet, vai tudo a correr bem, dentro do possível, ignorando os dias ocupadíssimos e as minhas pequenas e pontuais dificuldades. Como já esperava, estou a adorar filosofia, e a gostar bastante das aulas de educação física.

 

À algum tempo que estou para falar disto, mas eu própria gostava de fingir que não é uma decisão definitiva e sem volta.

 

Vieste para cá, como uma irmã mais velha, erras-te bastante, mas todos nós erramos, e com ele, parece-me a mim, que era bastante correcta. Não merecias, mas ninguém tem culpa, ninguém faz estas coisas de propósito.

Mas e agora, quem é que vai estar mais de meia hora na mesma loja de roupa?; a quem é que eu vou ajudar a decidir se compra esta peça ou outra?; quem é que vai andar comigo de comboio para Lisboa?; quem é que me vai ajudar nos trabalhos de casa de inglês?; quem é que vai ouvir o meu dia, sem interrupções?; quem é que vai arriscar novos pratos comigo?; quem é que me vai obrigar a fazer um bolo e ficar cheia de massa?; isto e outras coisas, quem será agora a irmã mais velha com quem nunca lidei? Serias tu, antes, agora e para "sempre", se tivesse sido tudo diferente.

Acima de tudo, desejo-te sorte, tu precisas.

 


Outros assuntos, tu, de facto, ainda estás bem vivo dentro de mim. Ainda andas ao meu lado o dia inteiro, simplesmente tento fingir que nem te vejo, que não te quero mais aqui. Mas é tudo mentira, e eu não me consigo enganar, pois à noite, não controlo os sonhos, e tu vens sempre, cada vez mais real, e cada vez mais positivo.

Porquê? Porque é que não vais embora de vez? Deixavas-me seguir em frente, podia ser que eu conseguisse, ao menos tentava. Mas não vais, e nem sabes disso. Continuas bem claro e nem te lembras de mim. Gostava de saber porque, para quê, com que objectivo? Só eu podia responder, mas não faço a menor das ideias, bem como nunca soube porque te acho tão irresistível e sentia que eras meu.

 

*beijinhos e uma boa semana*

 


sinto-me: sem ti
música: (...)
Terça-feira, 7 de Setembro de 2010

Guarda-chuva

Ainda à poucos dias, senti imensas saudades do frio na cara e da chuva na palma das mãos. Hoje choveu, e quando acordei senti vontade de vestir um leve casaco de malha. Mas passado poucos minutos quis voltar ao início do verão, voltar a dar o primeiro mergulho do ano e colocar protector solar contra a vontade.

Ainda vêm dias de sol, ainda não é um total adeus, mas o verão já não está no seu melhore já tenho saudades. Mas eu sou assim, tenho saudades de tudo, do bom e do mau, apego-me demasiado às recordações e talvez seja isso que às vezes me impede de viver o presente.

 

 

Tentei ignorar, mas não me sai da cabeça, voltei a sonhar contigo, uma e outra vez, sempre o mesmo, ou quase o mesmo. Porquê?

*beijinhos*

sinto-me: interrogada

.um pedacinho extra

.pesquisar

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.migalhas recentes

. não é justo

. ainda continuas bem vivo

. Guarda-chuva

.velhos doces

.tags

. todas as tags

.preferidos

. expecto patronum

. bom mesmo .

. Eu queria-te aqui.

. Apontamento.

. Eu quero, mas tu não deix...

. Corpo, alma e coração.

. Desabafo #11 (eu quero sa...

. crazy with it, crazier wi...

. Estou fora para te esquec...

. Are you worth it?

.ando por ai

.(L)


Image Hosting by imagefra.me

.musica

.informação

As imagens são todas tiradas da internet, quando não forem, eu avisarei.