Terça-feira, 20 de Julho de 2010

Baunilha e Chocolate

Ontem acabei de ler o Baunilha e Chocolate, de Sveva Casati Modignani.

Gostei imenso, achei que era bastante realista, não era algo que só acontece em filmes, novelas e livros bonitos.


" (...) Na cabine com Andrea, Penelope libertou-se da camisa encharcada e envolveu-se num roupão de felpa.

- És muito bonita. Há vinte anos não me deixaste ver-te nua - brincou Andrea. Penelope sorriu-lhe e saiu da cabina.

Dirigiram-se para o bar e ela disse: - Há vinte anos não tínhamos tido três filhos os dois. Depois, em voz baixa, acrescentou: - Agora vem aí um quarto.

O marido segurou-a por um braço, obrigou-a a virar-se e olhou-a com uma expressão de felicidade absoluta.

- Estás grávida?

Ela confirmou.

- E só agora é que me dizes isso? - exclamou com uma gargalhada cheia de alegria que, de repente, se extinguiu. Largou-lhe o braço e perguntou: - Quem é o pai?

Penelope calou-se. Dirigiu o olhar para a cintilante extensão do mãe e sussurrou: - Não sei.

Andrea não reagiu. Sabia que a mulher estava a dizer a verdade.

Ela baixou os olhos e encostou-se a uma mesa. Sentou-se, apertando no peito o roupão de felpa. Levantou o rosto. O marido inclinou-se sobre ela e pousou os lábios nos cabelos molhados. Pôs-lhe o braço à volta dos ombros e apertou-a contra si.

- Este filho é meu, porque te amo - disse.

Ficaram assim, abraçados, a olhar o céu límpido daquela esplêndida manhã de Junho. (...) "

 

----------

Fui hoje à minha futura escola, depois de acordar com um telefonema vindo da mesma, para me avisar que consegui vaga. Era a minha primeira opção de escola, e curso, até porque só coloquei um na pré-matrícula. Também ficaram algumas pessoas da minha turma e escola, pelo que sei. Só falta ver se o mesmo acontece com as turmas.

A escola, pelo menos em termos de aspecto, é bem mais bonita que a minha antiga. Foi renovada à pouco tempo, visto que já tem uma certa idade, sendo que a minha mãe andou lá e ainda reconheceu algumas funcionárias.

Entrei lá e pensei: "o que será que me espera aqui?, o que terei para recordar quando daqui sair?, com certeza não será melhor do que já passei, mas se for tão bom, serei também aqui feliz.".


----------

Hoje tive uma recaída, culpa do tédio que me fez passar a médica da minha mãe, ao recebe-la às 20h00, quando a consulta era às 17h30, e para além disso a consulta teve duração de uma hora.

Numa sala de espera, cheia de gente calada, mandei-te uma mensagem, à primeira pensei que nem respondias, mas respondeste muito vagamente, contudo isso explicou-se com o facto de não saberes quem eu era, mudaste de móvel, e depois de o saberes já foste simpático.

É sempre bom saber que já entraste realmente no "Chapitô" (Escola Profissional de Artes e Ofícios do Espectáculo do Chapitô).

Eu, contra toda a mentalidade deste mundo, acho que fizeste o melhor para ti, é um sonho, lutas por ele, bem como por tudo o que queres. Nunca tinha conhecido ninguém assim, porque verdade seja dita, tu és confiante, acreditas em ti, e isso pelo que vejo faz-te conseguir sempre o que desejas.

Tens talento, pelo menos esta é a opinião de alguém que não sabe nada em concreto sobre essas artes, e para além disso é a opinião de alguém que te admira sabe-se lá porque.

Boa sorte, meu gato, arco-íris da minha vida.

 

*beijinhos e e muitos palhacinhos*

sinto-me: doce
Quarta-feira, 9 de Junho de 2010

baile, baile, baile

E finalmente chegou, chegou o dia, está quase na hora (...)

 

*beijinhos e boa noite*

 

*editado*

 

correu bem, podia ter corrido melhor, mas eu gostei. (o meu par foi o rei, o gato)

 

ah e obrigada a todas as que me desejaram boa sorte.

sinto-me: super ansiosa
música: A night to remenber - HSM3
Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Reino encantadO

 

Infelizmente não chove só lá fora, os trovões mais estrondosos são de uma tempestade mais violenta, que vem de dentro de mim, lá bem de dentro, de onde também veio o sol mais quente e luminoso, que eu já senti em toda a minha existência. É a essa tempestade que eu assisto sem fazer nada, é essa chuva que em encharca ao ponto de me deixar doente, é isso que me faz mal, é disso que eu não gosto, e é por isso e disso que não me protejo com um belo guarda-chuva.

A chuva que vejo na janela não me afecta, pois mesmo com a sua presença já me senti protegida e amada, mais do que nunca, de uma maneira única e que só eu sei.

É uma daquelas tempestades que vêm sem avisar, não a consigo controlar, sinto-me inútil e impotente, chateio-me comigo mesma e chego a odiar-me por instantes.

Só eu sou alvo das suas consequências, estragos que estes ventos velozes e sombrios provocam. Tudo isto é apenas sentido por mim, pois habita dentro do meu peito e de lá nunca sairá, apenas irá abrandar e passar, tal como acontece, a pesar de tudo, em certos momentos, o sol aparece tímido e passageiro, mas prometedor, por entre a nuvens e o céu nublado, por breves segundos abre-se luz, luz que vai e se deixa tapar por uma mancha cinzenta. Contudo este sol, com as suas escassas e curtas visitas, consegue ser suficiente para me fazer acreditar que um dia vai vir o sol, vai vir para ficar, vai nascer de novo, só para mim, só para nós, para radiar o nosso reino encantado, onde existem imensas flores e árvores de fruto, onde nunca houveram ervas daninhas e maçãs envenenadas, onde todo o ar é puro e perfumado pelos aromas da natureza. Onde tudo tem cor e todos se cumprimentam com um sorriso, seguido dos bons dias. Onde só existem sonhos e as crianças não conhecem a palavra pesadelo. Onde não existe ódio, insegurança e desilusão, onde transborda a sinceridade, coragem e harmonia. Onde a vida é perfeita e não tem fim, sendo que lá tu e eu somos perfeitos, o suficiente para vivermos eternamente apenas um para o outro. 

 

É só aí, e apenas nesse lugar, que me sinto em casa, pertenço a esse mundo, é esse o meu mundo, onde tudo acaba com um "Viveram felizes para sempre", tal como nos contos de fadas que eu ouvira em criança.

Essa malvada tempestade apoderou-se do nosso reino, mas quando a tempestade passar, podes ter a certeza, nós seremos assim, felizes para todo o sempre.


 

*beijinhos e bons sonhos*

 

 

 

sinto-me: no meio da tempestade
música: Dig - Incubus

.um pedacinho extra

.pesquisar

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.migalhas recentes

. Papelinho*

. ainda continuas bem vivo

. Guarda-chuva

. Baunilha e Chocolate

. baile, baile, baile

.velhos doces

.tags

. todas as tags

.preferidos

. expecto patronum

. bom mesmo .

. Eu queria-te aqui.

. Apontamento.

. Eu quero, mas tu não deix...

. Corpo, alma e coração.

. Desabafo #11 (eu quero sa...

. crazy with it, crazier wi...

. Estou fora para te esquec...

. Are you worth it?

.ando por ai

.informação

As imagens são todas tiradas da internet, quando não forem, eu avisarei.