Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

Só por um dia

Quero ser alguém, apenas por um dia, ser alguém que não eu, ver o mundo com outros olhos, sentir a vida com outras mãos, cheirar a alegria com outro aroma, ser vista como outra pessoa.

Ser livre, livre de memórias e sentimentos, ser livre de pensamentos, pronta para algo novo, libertar-me de mim mesma.

Quero poder viver sem ter de transportar o que já vive, sem saber o que já sei, acreditando em coisas diferentes, viver como se tivesse acabado de nascer, onde tudo o que fizesse viesse de dentro de mim, sem ter de pensar se está certo ou errando, fazendo simplesmente porque era isso que eu sentia, onde tudo o que disse-se fosse ouvido, sem críticas ou incompreensões,  viver como alguém que só tem presente e futuro. Voltaria a conhecer tudo de novo, voltaria a ter novas primeiras experiências, rescreveria a minha história, respirar noutro eu.

Já não me lembro de como é não pensar em nada em concreto, esqueci-me de como é viver por mim e para mim, já não sei como me fazia feliz a mim mesma.

 

 

Só por um dia, queria ser uma desconhecida, uma completa estranha para os outros, um novo ser para o mundo, poder descobrir-me de novo.

 

[beijinhos]

sinto-me: não sinto
música: (...)
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

É fácil ser feliz

Aparentemente ser feliz é algo muito complexo, é algo que todos nós queremos. Mas a maioria de nós acaba por deixar de lutar para o ser, deixa-se fracassar e desiste, por desilusão ou preguiça.

--------------------------------

(eu)

 

Sou feliz quando como um chupa e me lambuzo toda, que nem uma criança de 5 anos.

Sou feliz quando dou gargalhadas e quebro o silêncio, sou feliz quando me fazem sorrir, quando vejo um sorriso ou faço algum surgir.

Sou feliz quando me sento num banco de jardim a observar a humanidade e sinto a brisa nas bochechas.

Sou feliz quando mergulho no mar e sinto os ossos gelarem, de frio, ou quando está um calor imenso e todo o corpo refresca.

Sou feliz quando tenho uma carta dirigida a mim, na caixa de correio, de um amigo que vive longe ou de alguém que vejo todos os dias e que simplesmente me quis fazer uma surpresa.

Sou feliz quando sinto o calor do sol bater-me na cara e a aquecer-me lentamente.

Sou feliz quando vejo a chuva cair, quando a sinto cair no meu rosto, quando dou um espirro, quando me arrepio.

Sou feliz quando tiro fotos com as pessoas que adoro, sou feliz quando as abraço.

Sou feliz ao ouvir as minhas musicas favoritas, o chilrear dos pássaros ou um músico de rua a tocar.

Sou feliz quando vejo fotos antigos e revejo momentos inesquecíveis.

Sou feliz quando recebo, apanho ou quando me colocam no cabelo, uma flor. 

Sou feliz quando rebolo na relva do campo ou na areia da praia e fico toda suja.

Sou feliz quando me dei-to no chão e vejo as nuvens, em formas quase perfeitas, no meio do azul uniforme do céu, sou feliz quando tento contar as estrelas de uma noite escura e perco logo a conta.

Sou feliz quando vejo uma borboleta e tento apanha-la, que nem uma menina de 3 anos.

Sou feliz quando ar falar com alguém perco a noção do passar das horas.

Sou feliz quando acordo tarde, salto da cama e abro a janela do meu quarto.

Sou feliz quando ando de comboio, autocarro e posso dizer bom dia ao revisor, motorista, desconhecido.

Sou feliz quando tenho um lápis e uma folha de papel branco, na mão, e posso dar assas à imaginação.

Sou feliz quando pego numa criança ao colo e ela me dá um sorriso.

Sou feliz quando tenho tempo para ouvir um velhote contar-me alguma história, só porque precisa de falar.

Sou feliz quando posso andar descalça, de calções e top, sou feliz quando está frio e tenho de enrolar um cachecol ao pescoço.

Sou feliz até quando choro, quando choro no ombro de um amigo.

Sou feliz por acordar todos os dias, ver-me ao espelho ,ou no reflexo da água do lago mais próximo, e poder dizer a mim mesma bom dia, sem saber o que vai acontecer a seguir.

 

 

 

Para ser feliz basta viver, a questão é que a maioria de nós não vive, sobrevive.

Afinal é fácil ser feliz!

 

(era bom se fosse realmente possível ser feliz só com isto, ou se ser feliz dependesse só de nós, mas não depende, pois por vezes a vida é cruel e não se é feliz porque não se consegue)


 

sinto-me: feliz (?)
música: o som da vida
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

(para além do que vejo)

 

(simplesmente não tinha nada para escrever, e nem sequer me apetecia)


--------------------------------------------------

(o fim ou o começo, o pôr ou nascer do sol, o aparecer de luz ou o caminhar para o escuro)

(literalmente no meio do nada, mas cheio de tanto, tanto verde, tanta esperança)

(no meio do cinzento, por entre o nublado, para passar para a outra margem, um lugar de luz, um lado de cor, apenas uma canoa, uma única opção, uma última oportunidade)

(um caminho a seguir, sem olhar para trás, bem longo, ou até mesmo sem fim, sem saber onde vai dar, ou com a certeza de onde irá parar, sozinho ou acompanhado, só para a frente andar)

(sensação de vida, sinal de felicidade, contudo só, bem sozinho, ou longe de todos, mas mesmo assim um lugar iluminado, um ponto de luz)

 


*beijinhos e tranquilidade*

música: Almost Lover - A Fine Frenzy

.um pedacinho extra

.pesquisar

 

.Novembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.migalhas recentes

. minha querida cama

. Estrela cadente

. como uma criança que acre...

. P.s.: Eu amo-te.

. praia ~~~

.velhos doces

.tags

. todas as tags

.preferidos

. expecto patronum

. bom mesmo .

. Eu queria-te aqui.

. Apontamento.

. Eu quero, mas tu não deix...

. Corpo, alma e coração.

. Desabafo #11 (eu quero sa...

. crazy with it, crazier wi...

. Estou fora para te esquec...

. Are you worth it?

.ando por ai

.informação

As imagens são todas tiradas da internet, quando não forem, eu avisarei.